mostra infantojuvenil

A nossa exibição para as crianças e pequenos jovens reúne vídeos das inscrições dessa edição brasileira e alguns filmes do Arquivo Sans Souci. Além disso, ocorreu também uma oficina ao longo da mostra com Rosely Conz guiando o público por esse universo. As videodanças e a oficina ficaram disponíveis de 10 a 24 de agosto aqui nesta página e também na página do Sans Souci Fest

Corra, 2018, CAMPINAS/SP, 4 min
Imagem desfocada em um gramado ao lado de uma estação e linha de trem onde vê-se de costas um homem negro de shorts escuros correndo em direção ao sol.

Direção: Diogo Angeli

Produção: Cia Eclipse Cultura e Arte

Coreografia: Ricardo Cardoso (Kico Brown)

Apresentando: Cia Eclipse Cultura e Arte

Elenco: Bruno Estevam, Daniel Victor, Hiago Ramos, Juliana Cruz, Klisman Rodrigues (7KBuck), Maicon Fidelis (Mk Buck), Marina Vieira Farias, Renan Augusto, Valdir Senhorinho, Wagner Pereira (Quepee), Wagner Silva (DeadBuck), Willian Bispo (Kiko), William Santos (Negresco Eclipse)

Música: O Guarani Maestro Carlos Gomes versão Família Lima (Overture)

Diretor de Fotografia: Jurssa Santos e Diogo Angeli

Edição: Diogo Angeli

Esta obra artística flui no sentido de quebrar paradigmas do clássico romântico ao contemporâneo urbano. A cultura urbana, o jovem moderno, misturando e interagindo de forma íntima com a obra de Carlos Gomes, transcendendo o sentir e viver cada momento, exalando a música pelos poros dos intérpretes, tornando o popular-clássico e o clássico–popular, aproximando expressões artísticas que quase sempre são distanciadas pelos (pré) conceitos. O projeto além de um espetáculo para palco italiano, apresenta também 5 vídeodanças, com olhares singulares sobre a vida e obra do Maestro Carlos Gomes e atravessamentos imbricados nos corpos dos dançarinos urbanos da Cia Eclipse Cultura e Arte. Premiado PROAC Circulação Dança 2017, Secretaria Estado da Cultura. Homenagem ao Maestro Carlos Gomes, com trechos de suas óperas.

lugar comum, 2018, MACEIÓ/AL, 2 min

Trailer

Foto em uma rua à noite onde vê-se dois homens com vestimentas com regatas beges. À esquerda um homem negro de cabelos curtos com o braço esquerdo para cima a mão próxima ao rosto do homem branco à direita que esta de costas com o rosto voltado para a esquerda.

Direção: Pedro Krull

Produção: Bagaceira

Coreografia: Claudemir Santos

Apresentando: CEPEC AL

Elenco: Aldine de Souza, Claudemir Santos, Fayonnir Cabral, Tauan Pita

Música: Paul Desmond

Intérprete: The Dave Brubeck Quartet

Diretor de Fotografia: Pedro Krull, Joaddan Campos, Octávio Lemos

Edição: Pedro Krull

 

Lugar Comum é uma variável entre tempo e espaço. O lugar que você ocupa, não é o mesmo em que o outro está. Mas com o advento do tempo, o espaço se mescla e quem estará lá não será mais você. O tempo muda e o lugar volta a ser seu. Lugar Comum, pessoas diferentes.

Imagine, 2020, Estados Unidos, 4 min
Ilustração em tons pastéis de azul, roxo e branco onde há a silhueta de duas pessoas de perfil que olham para a esquerda com braços esticados em frente ao corpo. A pessoa da esquerda é um homem negro com boina cinza e camiseta arroxeada, a da esquerda é uma mulher de pele clara com cabelo escuro e longo preso em rabo de cavalo.  Ao fundo há formas triangulares nas cores azul, roxo e branco que formam alguns círculos.

Coreografia: Jeffrey Boom Louiza

Elenco: Keely Song and Jeffrey Boom Louiza

Música:  Jordan Turner

Intérprete: Kimberly Knighton and Cayson Renshaw

Diretor de Fotografia:  Angela Rosalis Challis

Por solicitação da artista, este filme estará disponível no Facebook Watch Party, mas não aqui na Mostra do site.

Sonhando Acordado (daydreaming), 2019, Estados Unidos, 4 min
Imagem com foto do por do sol com nuvens cinzas e sobre ela o desenho traçado em pontilhismo de cor branca de uma mulher de cabelos curtos sentada junto a uma mesa, ela olha para fora de uma janela onde há algumas casas.

Direção: Peter Litwinowicz

Coreografia: Lizz Roman

Apresentando: Lizz Roman and Dancers

Elenco: Clarissa Ko, Gizeh Muniz, Jamie Nakama, Sonya Smith

Música:  Jerome Lindner

Intérprete: Clarissa Ko, Gizeh Muniz, Jamie Nakama, Sonya Smith

Diretor de Fotografia:  Peter Litwinowicz

A imaginação está à deriva entre paisagens urbanas e nuvens neste filme que combina dança, animação e fotografia em time-lapse.

O Abraço Logo Vem, 2020, Maceió/AL, 2 min
Ilustração de dois corpos preenchidos por formas craqueladas na cor preta com veios brancos, eles têm rostos disformes e se fundem em locais de encontro como pernas e braços. O da esquerda tem o braço direito levantado sobre a cabeça e pernas abertas, o da direita apoia a mão direita na cintura e o esquerdo se funde ao corpo da outra criatura.

Direção: Paulo Accioly

Produção: Paulo Accioly, Bagaceira Filmes, Pedro Krull

Coreografia: Paulo Accioly, Jeane Rocha, Samuel Pitta

Elenco: Jeane Rocha, Samuel Pitta

Música:  Igor Peixoto

Diretor de Fotografia: Perola Pitta

Há muito o presente não era mais importante que o futuro. Sem dois beijinho, sem forró, bater ponto. Tudo está longe, todos estão longe, mas o abraço logo vem.

ENXAME (SWARM), 2017, Reino Unido, 9 min
Trailer
Foto de em uma floresta onde há quatorze pessoas próximas e espalhadas. Todas elas usam na cabeça caixas de papelão com grandes olhos pretos e cabelos feitos de linhas e retalhos de tecido, usam roupas em tons pastéis.

Direção: Emma Miranda Moore

Produção: There You Are

Coreografia: Amber Doyle

Música: Joss Albért

Diretor de Fotografia: Charles Mori

Edição: Roberta Bononi

Um misterioso grupo de figuras se encontram na floresta. Eles se unem na dança e, ao cair da noite, revelam suas verdadeiras identidades.

Dança em tempos de limitação, 2020, São José dos Campos/SP, Americana/SP, Campinas/SP, Marília/SP, Itatiba/SP e Indaiatuba/SP, 2 min
Foto de uma mulher agachada no canto inferior esquerdo de um quadrado traçado em brancom numa sala com piso de madeira. Ela está com a cabeça junto aos joelhos, tem cabelo longo escuro e liso e usa vestido curto preto de alça. Atrás dela há um móvel com porta-retratos, duas poltronas brancas e uma lareira.

Direção: Ayumi Hanada

Coreografia: Ayumi Hanada

Elenco: Ayumi Hanada, Giovanna Herrera, Isabela Bertô, Marcela Cibin Ugo, Melissa Baba e Renata Paulino.

Música: Gustavo de Angelis

Diretor de Fotografia: Ayumi Hanada, Giovanna Herrera, Isabela Bertô, Marcela Cibin Ugo, Melissa Baba e Renata Paulino.

Involuntariamente me questiono a respeito dos meus limites e limitações. Me provoco a sentí-los, respeitá-los e muitas vezes atravessá-los.

Pooling, 2018, Estados Unidos, 4 min
Foto de um homem negro em uma rua com mãos apoiadas no chão e tronco voltado para cima. O corpo está elevado e as pernas erguidas, ele tem cabelos curtos e usa macacão junto preto até a altura dos joelhos. Atrás dele há uma parede grafitada com letras desenhadas em branco e azul, junto a parede há algumas vegetações secas.

Produção e Direção: Dawn Westlake

Coreografia e Elenco: Marc Carrizo Vilarroig

Música: Joan Armand Forero

DP/Edição/VFX: Pol Carrizo Vilarroig

Animação: Dismas, GrissyG Lizarraga

Quando alguém dá um imprudente salto de fé no vazio, o corpo se quebra. É preciso reunir os recursos mais profundos do espírito para reconstruir o homem.